22/07/2010

Democracia?

Segundo o dicionário Michaelis:
Democracia
de.mo.cra.cia.a
1 – governo do povo, sistema em que cada cidadão participa do governo; democratismo
2 – a influência do povo no governo de um Estado
3 – a política ou a doutrina democrática
4 – o povo, as classes populares

A definição do dicionário seria suficiente para dizer o que quero, e revoltar quem ler este desabafo, mas acho pertinente vomitar minhas angustias quanto a tal da democracia.

Desde que atingi a maioridade este é o segundo ano de eleição em que participo como “cidadã consciente que se preocupa com o futuro de seu país e faz questão de dar sua opinião”, optando por um novo presidente – no caso deste ano. Mas é aqui que a merda começa: eu não faço questão de dar o meu voto! E segundo: cidadã consciente? Siiiim, por isso que eu não voto em ninguém!

Como se não bastasse a OBRIGATORIEDADE do voto consciente e secreto, eu participo também da banca que ajuda à você, eleitor, a votar. Sou eu quem enxerga o teu nome no caderno, que pede para você assinar, destaca o comprovante para você. Ou então, eu soletro os números do teu título de eleitor para o presidente da mesa que fica digitando os números na máquina. Além disso, eu perco um domingo inteiro sentada numa cadeira muito menor que meu bumbum e muito mais baixa que minhas pernas, esperando você querido eleitor, ir votar no candidato de sua escolha.

Neste ano de 2010 as eleições acontecem nos primeiros dias de outubro. Outubro é um mês e meio antes de eu concluir o meu TCC. Sabe o que isto significa pessoal? Que eu to ferrada! Porque uma pessoa responsável, que trabalha, estuda, mantém sua vida social quer perder um domingo trabalhando na eleição, sendo que neste dia inteiro poderia redigir o relatório e minha reportagem?

Porque uma jovem estudante que discorda com muitas coisas feitas pelo Estado, quer COLABORAR COM O PAÍS? Se for para colaborar, eu pratico turismo, freqüento teatros, vou ao cinema! As secretarias da cultura e do turismo gostariam das minhas visitas, porque vira estatística.

Mas, voltando a obrigatoriedade de servir ao país como mesário, e ai eu não quero participar. Você vai até o devido lugar e diz: não quero mais participar! E sabe o que te respondem? “Mas o que vais justificar ao juiz?” Porque ou você participa, ou desembolsa seu salário de estagiária para pagar a multa por não ter comparecido ao local combinado, no horário devido, no dia marcado.

É nesta hora que eu retomo o conceito de democracia, analiso e penso: “sistema em que cada cidadão participa do governo, bonito isso, não? Só acho que o governo precisa ganhar um dicionário”.